Tag Archives: Frustração

A Hora da Verdade

8 Jan

amyTô ansiosa.

Tá, na verdade, um pouquinho mais que isso. Tô angustiada mesmo.

É amanhã que vou na consulta ao médico que vai me dizer se posso fazer a cirurgia do balão intragástrico ou não.

Resolver meu peso é uma das metas que tenho estipuladas pra 2013. Tô cheia de ideias pra visuais lolita e fairy, e ansiosa pra retomar cosplays (culpa de Sera Myu e Once Upon a Time! <3) Porém, sinto que se eu der início a esses planos sem ter emagrecido o mínimo necessário, não vou sentir nada além de frustração. =(

Colocar o balão intragástrico sai meio caro, porém o processo é simples, já que é feito por endoscopia (ou seja, sem ter que “cortar” o paciente), e ideal pra quem quer perder peso com relativa urgência (meu caso.) 

Meu maior medo é que o médico diga que não posso fazer, já que o procedimento é recomendado pra quem é de fato obeso, e eu estou “apenas” com sobrepeso (“apenas” entre aspas, porque só quem sofre com isso na pele sabe como é o desespero…)  Mas ao mesmo tempo, também sei de pacientes com sobrepeso que conseguiram fazer… ARGH! É essa a dúvida que está me remoendo.

Só quero saber se essa É uma saída viável pra mim ou se vou ter que fazer tudo do jeito mais difícil — e se for, não sei como vai ser, pois mesmo fazendo dieta eu só estou conseguindo manter o peso, não perder >.<

Queria muito fazer esse procedimento, pois seria uma maneira de “restartar” meu peso — embora digam que 61dd72e0649d07c2d872a7052d04d82b1312317555_fullem muitos casos o paciente volta a engordar, eu acredito que não será um problema, já que pra mim apenas “manter” não é algo difícil. Só engordei nos últimos anos porque realmente tinha largado mão da minha “dieta de vida” (e me arrependo amargamente).

Francamente, só sei que tô cansada de me sentir horrível e sei que não é um pensamento “ideal”, mas quero perder peso o mais rápido possível, de preferência antes do teatro cosplay que tenho planejado pro meio do ano. 

Puxa, tudo o que eu quero é voltar a ser como eu era há dois anos atrás. Será que é pedir muito? ;___;  Não tô falando de ficar mais nova, só de voltar pra um peso razoável que eu já tive…

Só preciso saber qual vai ser o “veredito” do médico… é disso que dependem todos os meus planos e organização financeira e cotidiana pra esse ano…

Torçam por mim, por favor ;___; 

cute_cat_praying-1280x800

Advertisements

O Corpo Que Habito

20 Dec

3084061O ano está pra acabar. Um ano de novidades e dèja vus. Realizações por um lado, frustrações por outro.

Tenho minha casa, meus gatos, meu trabalho. Tenho revivido muitas das minhas nerdices paixões de adolescente (Sailor Moon, Yuu Yuu Hakusho… XD) o que tem me trazido bons momentos. Também me afastei de pessoas que me fazem mal e me aproximei mais ou reencontrei as que me fazem bem, o que foi uma das melhores coisas do ano.

Ando feliz com todas essas coisas… mas claro que tudo tem um preço. O que dei por tudo isso?  

A sensação é que minha moeda de troca foi minha própria pessoa. Ando infeliz e insatisfeita comigo mesma.

Não foram só meus amores nerds que fizeram uma volta ao passado: fisicamente, também voltei ao ponto onde estava naquela época. Ou seja… estou tão (ou mais) gorda do que eu era quando tinha 17 anos (com a diferença que agora tenho as primeiras rugas, de brinde….)

Vi fotos do Ribbon Fashion Contest — que em si, foi um concurso ótimo — mas estou parecendo um monstro. Se eu tivesse conseguido ver o quão estava tão horrenda, não teria comparecido ou subido ao palco. Acho que pareci bem ridícula ao lado daquelas meninas lindas.

Que vergonha.

É difícil acreditar que há dois anos atrás eu era magra e gostava de mim. Agora me encontro cansada, indisposta, insatisfeita com minha aparência (a.k.a. “me achando uma baranga”) e com sobrepeso.

O que aconteceu? Como eu deixei que isso me acontecesse?

Por que fui dar ouvidos a quem falava “relaxa que você tá bem?”

Esse corpo que habito hoje não é o meu. É como se eu tivesse trocado de corpo, contra a minha vontade. Eu não sou essa pessoa. Eu não quero ser essa pessoa. 

Quem eu era ficou pra trás, em 2010. Eu quero voltar para lá, pra minha casa corporal. É desesperador olhar pro espelho e pra fotos e não reconhecer a mim mesma, olhar pras roupas e cosplays que parecem minúsculos pra mim hoje e pensar “eu cabia aqui e sobrava”.

Quando eu tinha 22 anos, fiz um tratamento intensivo pra emagrecer. Foi difícil, mas consegui. Mas agora, a dieta que fiz naquela época não parece dar certo. NADA parece dar certo. E eu não tenho mais o tempo que tinha pra me dedicar como me dedicava, fazer exercícios, etc. 

É angustiante saber que mantive uma dieta rígida por quase dez anos, pra ter voltado a estaca zero depois de todo esse tempo, numa idade em que é ainda mais difícil perder peso.

Como a dieta não está dando resultado — estou mantendo o peso, mas não perdendo — cogito seriamente juntar dinheiro e tentar o método dobalão intragástrico como uma resolução para 2013. Caro e difícil, mas fazendo as contas, fazer natação ou pilates por um ano já é metade do valor do procedimento (sendo que os resultados pra essas atividades não são garantidos e eu mal tenho tempo pra elas…)

Falam que muita gente ganha peso de volta quando tira o balão, mas como sou boa em manter peso, acredito que pode ser uma alternativa pra mim. Meu medo é os médicos não acharem que estou “pesada o bastante” pra justificar o procedimento. Meu IMC atual (segundo o que calculei via internet) é de 28,5 e o balão é recomendado pra quem tem IMC a partir de 35… mas ao mesmo tempo, também já li que o procedimento pode ser recomendado para quem, como eu, está com sobrepeso, que é um degrau abaixo da obesidade.

Para solidar planos ou desfazer ilusões é que já estou com uma consulta engatilhada para 9/1/13.

Só sei que não posso aceitar continuar aqui “dentro”. Não posso continuar me olhando no espelho e vendo uma estranha, e tendo vontade de morrer ou nunca mais pôr a cara pra fora de casa.

Esse corpo não me pertece, e eu quero o meu de volta.

Lolita Frustrada

24 Nov

O onepiece da Infanta que comprei e ainda não consegui usar T_T

Faz uns meses que decidi aderir a moda lolita. Desde então, venho adquirindo itens “lolitescos” para usar, como esse vestido fofíssmo da Infanta aí ao lado (aliás, tô descobrindo que a Infanta tem muitos itens “minha cara!”) Fiquei mais feliz ainda quando descobri que essa é a primeira print original da loja (nada contra réplicas, mas vai ser legal começar no estilo usando um vestido original =)

Mas minha felicidade só não é maior porque o problema é que nunca consigo me organizar pra USAR os itens de fato! T_T

Minha primeira ideia era participar do Ribbon Fashion Contest, um concurso de lolitas que teve a primeira seletiva em outubro, organizado pelas meninas queridas do Kawaii Kei. Estava super empolgada, mesmo não tendo perspectiva nenhuma de ser selecionada — só queria participar pra poder me vestir, tirar fotos, conhecer mais gente, etc. Só que minhas encomendas simplesmente não chegaram a tempo (e a loja virtual ainda teve a proeza de mandar o sapato de número errado ¬¬)

Ah, tudo bem. Deixei pra participar da seletiva online que ocorreria agora em novembro, “com calma”.

“Calma”. Ha. Eu devia estar de brinks comigo mesma.

MAIS demora pras minhas coisas chegarem, a data de inscrição em cima, Correios retendo coisas e cobrando taxas absurdas… que irritação! Tive que arrumar correndo o que ainda faltava chegar, que eram anágua e meias. A anágua eu consegui com a minha “mentora virtual” (ainda que ela não saiba disso 8D) Ichigo Hime, e o par de meias depois me ocorreu depois que poderia ser substituído pelas leggings coloridas em tom pastel da Holley Tea Time, que eu já tinha aqui.

Só precisava de alguém que pudesse tirar as fotos… mas minha amiga-pra-todas-as-horas, Aino, topou passar na minha casa depois do trabalho pra bancar a fotógrafa.

Então tudo pronto pras fotos, né? =D

NÃO, PORRA! Nisso, já era o último dia pra fazer a inscrição… o tempo ficou apertado demais e não ia dar tempo de fazer as fotos.

Já tinha desistido e ia deixar o outfit pra usar no próximo meeting lolita que rolasse, quando a Kaoru me avisou que o prazo tinha sido prorrogado! EBA!

Fiquei de me encontrar com a Aino hoje na casa dela, onde tem um jardim lindinho pra tirar as fotos, estava toda animada!

…Acham que deu?? O tempo simplesmente fechou, CHOVEU, e claro que bau-bau fotos.

Ficamos de fazer isso amanhã, com chuva ou sem chuva, nem que tenha que tirar as fotos dentro daqui de casa mesmo.

Na real? Eu não estou ligando pro concurso (sei que não vou ganhar mesmo.) Poderia perfeitamente deixar as fotos ou o outfit pra outra ocasião.

Acontece que eu quero MUITO sentir FINALMENTE como é usar lolita.

Na sexta feira eu experimentei o vestido um pouquinho, e fiquei muito espantada com o que vi no espelho. Porque eu estou acima do peso e me sentindo péssima com isso, a auto estima lá embaixo… mas quando pus o vestido, eu me me senti… bem. Me arrisquei até a me achar bonita, mesmo cheinha, coisa que não me permito achar há alguns meses.

E isso porque eu nem me produzi, simplesmente pus o vestido e a anágua.

Por isso quero muito ver como vou ficar “completa”, com todos os frufrus e detalhes que tenho cuidadosamente escolhido nos últimos meses.

O interessante é que no que deu pra sentir até agora, me parece a sensação próxima com a de usar cosplay… com a diferença que agora, vou estar vestida como eu mesma, só que numa nova versão (e despreocupada de me “não estar bem o bastante pra parecer o personagem”). 

Mas eu quero saber como é a sensação por inteiro.

Tomara que amanhã não ocorra nenhum contratempo ;____; Mimimi.